//

Notícias > Lista de Notícias



Na OAB/RJ, Marcus Pestana debate reforma política e advocacia pública

29/06/2015

 

Palestrantes discutiram a reforma política e reivindicações dos advogados públicos (Foto: Assessoria de Comunicação Dep. Marcus Pestana)


O deputado federal Marcus Pestana participou, no último dia 26 de junho, do seminário A reforma política e a advocacia pública, realizado na sede da OAB-RJ, no Rio de Janeiro. 
 
Ao lado do presidente da Comissão de Defensores, Procuradores e Advogados Públicos (CDPAP) da OAB, Ronaldo Campos, do deputado federal Alessandro Molon (PT-RJ) e do professor da Uerj Ricardo Lodi, os palestrantes comentaram o resultado do processo de discussão e votação da reforma política na Câmara, bem como as reivindicações dos advogados públicos, como mais autonomia e e fortalecimento da categoria. O debate foi mediado por Tiago Barboza, membro da Comissão da OAB.
  

O deputado Marcus Pestana, ao comentar a reforma política, disse que o parlamento não chegou sequer perto de atender às expectativas da sociedade. “O que produzimos foi de baixa qualidade. A discussão chegou desarrumada ao Plenário. Não há solução simples para problemas complexos. Não alcançamos nenhum dos quatro objetivos principais que a reforma se propunha. Não aproximamos a sociedade da representação política; não barateamos as campanhas; não fortalecemos os partidos; e não melhoramos o ambiente de governabilidade. A legislação infraconstitucional ainda pode tentar alcançar algumas mudanças, mas na Câmara a montanha pariu um rato”, lamentou.
 
De acordo com Alessandro Molon, a forma como se deu a votação da reforma política fez com que os partidos se posicionassem não por conviccção, mas sim para combater mudanças piores. “Os partidos votaram taticamente contra suas posições históricas, numa tentativa de evitar um mal maior. A condução das discussões da reforma foi muito atabalhoada. A montanha não pariu um rato por acaso, o risco era ainda maior”, disse.
  
>>Leia cobertura completa aqui. 
 
 
Fonte: redação da Tribuna do Advogado e site OAB-RJ
 

+ Veja mais