//

Notícias > Lista de Notícias



Marcus Pestana destaca criação de quase 60 mil vagas formais em abril

17/05/2017

 

Mesmo com retomada, Brasil precisa dar prosseguimento às reformas estruturantes, acredita Marcus Pestana (Foto: Alexssandro Loyola/PSDB)


O Brasil gerou 59,8 mil vagas de emprego com carteira assinada em abril deste ano. É o primeiro resultado positivo para o mês desde 2014, e segue a tendência de recuperação do trabalho formal já vista em fevereiro, quando após um ciclo de 26 meses de demissões, o país abriu mais de 35 mil postos de trabalho.
 
Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira pelo Ministério do Trabalho. O resultado mostra o início da recuperação econômica do país após 13 anos de governos do PT, que deixaram como principal herança o desemprego crescente.
 
Economista, o deputado federal Marcus Pestana afirma que a trajetória desses números aponta para um cenário de recuperação observado desde o ano passado. O tucano atribui essas conquistas aos esforços do novo governo. “Nesse curto espaço de tempo, o governo que sucedeu a presidente Dilma – que deixou uma herança desastrosa e abalou profundamente os fundamentos da economia brasileira – conseguiu produzir uma série de decisões com a parceria construída e diálogo com o Congresso Nacional e que começaram a destravar a retomada do crescimento”, apontou.
 
Os setores de serviços e agropecuária foram os que mais surpreenderam na divulgação do Caged. Juntos, geraram mais de 39 mil postos de trabalho com carteira assinada em abril. Seguidos pelo resultado da indústria de transformação e do comércio, o desempenho desses setores manifesta os efeitos positivos da desaceleração da inflação sobre a renda. Para que o país não retroceda, Pestana lembra que é importante dar prosseguimento às reformas em tramitação no Congresso.
 
“As coisas estão caminhando de uma forma até surpreendente, mas é importante dar continuidade. Há uma recuperação do ânimo, do otimismo, mas nós temos que persistir nesse caminho. Estamos em plena discussão das reformas estruturantes. A reforma trabalhista é uma verdadeira revolução no mercado de trabalho. E o complexo assunto, mas que tem dimensão estratégica, que é a questão da Previdência, que está sendo objeto de apreciação do Congresso Nacional.”
 
Os estados de São Paulo e Goiás, governados pelos tucanos Geraldo Alckmin e Marconi Perillo, respectivamente, lideram o ranking brasileiro de geração de empregos. Segundo o Caged, foram geradas mais de 30 mil vagas no estado de São Paulo no primeiro quadrimestre de 2017, enquanto Goiás gerou um saldo positivo de mais de 25 mil vagas com carteira assinada no período.
 
Fonte: PSDB.org.br

+ Veja mais