//

Notícias > Lista de Notícias



Marcus Pestana denuncia mentira e golpismo no Mais Médicos

29/10/2013

 

Marcus Pestana disse que a presidente Dilma e petistas quebraram acordo, durante votação do Programa Mais Médicos (Crédito: PSDB na Câmara)


No plenário da Câmara, nesta quarta-feira (23/10), o deputado federal Marcus Pestana (PSDB-MG) criticou duramente a presidente Dilma Rousseff por quebrar acordo entre parlamentares e o ministro Alexandre Padilha, ao vetar o dispositivo da Lei do Mais Médicos que condicionava a permanência dos médicos no projeto, após a primeira etapa de três anos, ao ingresso em carreira médica específica através de concurso público.
 
“A presidente Dilma quebrou uma regra sagrada com o parlamento, rompendo acordos, assim mostra o padrão ético desse governo, cuja marca é a mentira”, afirmou Pestana.
 
Assista ao pronunciamento do deputado:
 

 
Segundo o deputado, o dispositivo da carreira específica – agora vetado pela presidente – foi negociado pelo PSDB com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, envolvendo o relator da medida provisória 621/13, Rogério Carvalho (PT-SE), com o aval do líder do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP). “A palavra do ministro passa a valer nada. Será que o ministro e o líder não representam o governo Dilma?”, questionou.
 
Para Pestana, a regra é importante para ajudar a atrair médicos às regiões carentes. “Ora, por que os juízes vão para o interior e os médicos não? Porque não há uma carreira que dê perspectiva futura e segurança aos médicos.”
 
Ele completa: “A presidente Dilma, no ato de sanção da Lei, fez um ato de desagravo ao médico cubano Juan Delgado, injustamente vaiado na chegada ao Brasil, mas ela fez um agravo aos médicos brasileiros ao vetar a carreira específica. Mais um tapa na cara dos profissionais.”
 
Marcus Pestana afirma que o PSDB vai “arregaçar as mangas para derrubar esse veto”. Ele ressalta que o PSDB apoiou a MP do Mais Médicos, introduzindo melhorias e correções.
 

+ Veja mais