//

Notícias > Lista de Notícias



Marcus Pestana defende modernização das entidades esportivas

11/09/2013

 


  Plenario_dinastiaEsporte_10_9_2013 O plenário da Câmara aprovou na terça-feira (10/9) a Medida Provisória 620/13, do Minha Casa Melhor, que concede crédito adicional de R$ 8 bilhões à Caixa Econômica Federal para financiar bens de consumo duráveis pelos beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida. O texto também inclui novas regras para dirigentes esportivos de clubes que recebam recursos federais. Os deputados rejeitaram, por 323 votos a 41, destaque do PMDB e mantiveram no texto o limite de quatro anos para os mandatos de dirigentes de entidades desportivas que desejarem receber recursos públicos e a permissão para uma única reeleição. O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), afirmou que a medida contribui para uma gestão eficiente e renovada dos clubes. “Toda a comunidade desportiva propõe que nós tenhamos gestões eficientes e não uma verdadeira dinastia, onde a pessoa entra e não sai mais daquela atividade, se vale muitas vezes do cargo que tem para eternizar-se nele. A comunidade desportiva aguarda uma gestão eficiente com renovação”, declarou. Para o deputado Marcus Pestana, que defendeu a regra como porta-voz do PSDB (assista ao pronunciamento), a mudança é saudável, democrática e assegura a transparência e a renovação. “É preciso modernizar as instituições. O que a gente vê é a formação de verdadeiras dinastias nas federações e confederações. É extremamente razoável um mandato de quatro anos com direito a uma reeleição. Nós precisamos dar mecanismos para a revitalização institucional permanente dessas entidades, que embora não sejam públicas, têm grande repercussão na sociedade pelo peso que o esporte tem na vida brasileira”, apontou. O deputado ressaltou ainda que o esporte hoje “é uma grande cadeira produtiva, com repercussão nacional, um mercado que tem grande vitalidade”. O plenário ratificou também destaque que retira da MP a regra de que os clubes esportivos só receberiam recursos federais se os seus dirigentes tivessem salário compatível com o mercado. A proposta é apoiada por atletas de alto nível. Uma comitiva de atletas famosos esteve na Câmara, na ocasião, e cobrou a aprovação da emenda. Entre eles, o ex-jogador da Seleção Raí, as ex-jogadoras de vôlei Ana Moser e Leila, a ex-jogadora de basquete Hortência, e o ex-nadador Gustavo Borges. Com informações do PSDB na Câmara (Reportagem: Alessandra Galvão/ Imagens TV Câmara)

+ Veja mais