//

Notícias > Lista de Notícias



Marcus Pestana alerta para gravidade do estrangulamento fiscal

03/08/2017

 

Marcus Pestana: "A política nasce para ser um campo de soluções, e não entrave." (Foto: Alexssandro Loyola/PSDB na Câmara)


O deputado Marcus Pestana, relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018, fez um alerta sobre a gravidade do estrangulamento fiscal. Em discurso nesta quinta-feira (3/08), o parlamentar afirmou que há baixa consciência, no Congresso e na sociedade, sobre a tragédia nas finanças públicas do país.
 
Segundo o tucano, o estrangulamento está sufocando as políticas públicas. “Não é possível um país se endividar em bola de neve. Não é possível 9% ou 6% do Produto Interno Bruto (PIB) de déficit nominal, que é o resultado de todas as receitas e de todas as despesas, inclusive, operacionais e financeiras”, disse.
 
A política vive um clima intenso de polarização e intolerância, acrescentou o tucano. “A política nasce para ser um campo de soluções. Infelizmente, a política hoje é um entrave ao desenvolvimento econômico e social”, completou.
 
Pestana acredita que o Congresso deve discutir com o governo uma agenda de ajuste fiscal para garantir a retomada do desenvolvimento econômico e fiscal. O tucano avalia que, após a votação da denúncia contra Michel Temer, é preciso virar a página e passar para a discussão de temas essenciais. Outra ação fundamental é retomar a discussão das reformas tributária, política e previdenciária.
 
A mudança no sistema da Previdência Social vai corrigir a herança perversa que está sendo deixada para as futuras gerações, com uma dívida impagável. “Precisamos pensar nos nossos filhos e nos nossos netos. Se não fizermos uma reformulação completa do aparelho de Estado, não haverá recurso para revolucionarmos a educação, melhorarmos a saúde, superarmos o déficit no saneamento, fazermos as moradias populares necessárias e nem estabelecermos padrões desejáveis de segurança pública”, finalizou Pestana.

+ Veja mais