//

Notícias > Lista de Notícias



Eleição de Trump levanta questões sobre segurança nas relações entre EUA, Brasil e America Latina, avalia Pestana

22/11/2016

 

Comissão ouviu nesta terça o ministro da Defesa sobre expectativas do setor (Foto: Alexssandro Loyola/PSDB na Câmara)


Em audiência pública com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, nesta terça (22/11), o deputado federal Marcus Pestana indagou sobre as atuais reflexões do Ministério sobre o ‘efeito Trump’ no sistema de defesa brasileiro, após essa nova realidade.
 
“A nação líder do mundo globalizado está fraturada. Há uma comoção e muitas interrogações em relação ao futuro”, avalia Marcus Pestana sobre alguns efeitos já sentidos pela opinião pública global após a eleição de Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos, no início de novembro. 
 
“A maior repercussão me parece que será a econômica, pelo aguçamento do protecionismo, mas, nos primeiros pronunciamentos, o novo presidente falou muito sobre mudança de política, expectativa de diálogo com o (presidente russo) Putin, desaquecimento da cooperação com a OTAN, desinvestimento na aliança com o Pacífico e muito pouca coisa sobre América Latina, apenas a possível construção de um muro no México”, disse.
 
Para o deputado, essa medida radical do novo presidente norte-americano demonstra, de certa forma, que “o governo Trump estará de costas para America Latina”. 
 
Nesse sentido, o tucano questionou o ministro sobre os possíveis impactos em termos de política de defesa nas relações entre os Estados Unidos, o Brasil e a América Latina. “É preocupante algumas sinalizações, pois pode ter um cenário para um cenário desestabilizador do ponto de vista global,” afirmou Pestana. 
 
A reunião com o ministro também levantou questões sobre a atual agenda da defesa nacional e as perspectivas de atuação do Ministério da Defesa para o futuro.
 
>> Veja pronunciamento aqui:
 

Imagem: TV Câmara

+ Veja mais