//

Notícias > Lista de Notícias



Deputado questiona contrato entre empresa de diplomacia corporativa e consultoria em Marketing Esportivo ligada a filho de Lula

29/03/2016

 

Na audiência pública com o delegado da PF, Marcus Pestana questionou contratos suspeitos (Foto: Luis Macedo/Agência Câmara)


Na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Carf, o deputado federal Marcus Pestana questionou o contrato entre a empresa de “diplomacia corporativa” Marcondes & Mautoni e a LFT consultoria em Marketing Esportivo, ligada a Luís Claudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula. 
 
“Causa certo estranhamento que um escritório de ‘diplomacia corporativa’ focado em questões tributárias e comerciais tenha contratado a LFT Marketing Esportivo, pagando R$ 2,5 milhões em um projeto, constatado bastante frágil, com colagem de internet. Qual interesse repentino em marketing esportivo?”, questionou o deputado ao delegado da Polícia Federal Marlon Oliveira Cajado dos Santos.
 
A audiência pública nesta quarta (29/03) ouviu o delegado responsável pela Operação Zelotes, que investiga denúncias de que empresas, escritórios de advocacia e contabilidade, servidores públicos e conselheiros do Carf manipulavam julgamentos para reduzir a cobrança de impostos.
 
Marcondes & Mautoni é investigada por suposta intermediação por MP que prorrogou benefícios fiscais de montadoras de veículos. A empresa fez repasses à firma aberta por Luís Cláudio em 2011.
 
Além desta questão, Marcus Pestana apontou a necessidade de se regulamentar a atividade de lobby no país. O parlamentar ponderou que já há uma ampla rede de corporações, categorias e bancadas setoriais que fazem legítimo lobby. Mas, no “esquema criminoso há uma triangulação: envolve empresas, intermediários e servidores públicos”, explicou. 
 
>> Saiba mais:
Empresa de filho de Lula recebeu de consultoria (via Estadão)
 
Confira trecho do questionamento do deputado na CPI:
 

 

Imagens: TV Câmara

+ Veja mais