//

Notícias > Lista de Notícias



Auditor dos Correios admite fragilidade de operações do Postalis apontadas por Marcus Pestana

24/11/2015

 

Auditor dos Correios esteve presente para fornecer informações que contribuam para os trabalhos da CPI (Foto: Antonio Araújo/Câmara dos Deputados)


Na CPI dos Fundos de Pensão, o deputado federal Marcus Pestana, sub-relator da comissão, solicitou informações ao chefe da Auditoria dos Correios, Evilásio Ribeiro, a respeito das avaliações de investimentos suspeitos do  Postalis – fundo de previdência dos funcionários dos Correios – e que causaram enorme prejuízo aos trabalhadores postais. A audiência ocorreu nesta terça-feira (24/11), na Câmara dos Deputados.
 
 “Postalis é o desastre mais acabado da má gestão e do aparelhamento dos fundos de pensão. Hoje o déficit aturial equivale ao patrimônio, o que vale dizer: o fundo está liquidado. Não há nenhuma reserva para fazer frente a seus compromissos no longo prazo,” afirmou o deputado.
 
Marcus Pestana citou as operação de aporte de recursos do Postalis na Usina Canabrava e no Grupo Galileo Educacional e que, segundo ele, se revelaram investimentos de péssima qualidade. 
 
“Só na Canabrava foram R$ 170 milhões, num péssimo momento do setor de açúcar e álcool. E o Grupo Galileo, caindo aos pedaços, recebeu vultosos recursos,” lembrou Pestana.
 
Sobre tais investimentos, o auditor do Postalis confirmou que a auditoria encontrou “fragilidades” na operação da Canabrava.  Segundo Evilásio Ribeiro, um dos trabalhos da auditoria tem “caráter preventivo, a partir de análise histórica para que a gestão da empresa possa melhorar seus processos internos”.
 
As contas do fundo de pensão dos Correios apresentam um déficit atuarial estimado em R$ 5,6 bilhões.
 
Assista ao trecho do depoimento na CPI dos Fundos de Pensão
 
 
Com imagens TV Câmara

+ Veja mais