//

Notícias > Lista de Notícias



Ato em Minas Gerais celebra defesa de estados e municípios

19/11/2013

 

A cantora Fafá de Belém cantou o Hino Nacional durante o ato, uma referência à campanha das Diretas Já, dos anos 1980 (Foto: Orlando Brito/PSDB)


Oito governadores, 230 prefeitos, parlamentares e lideranças políticas reuniram-se, nesta segunda-feira (18/11), em Poços de Caldas (MG), para defender o fortalecimento da Federação brasileira e reivindicar a distribuição mais justa de recursos para Estados e municípios.
 
O encontro coordenado pelo presidente do PSDB, senador Aécio Neves, pelo ex-presidente Fenando Henrique Cardoso, e líderes tucanos de São Paulo e Minas, deu início à mobilização que o partido fará em favor de um novo debate sobre a excessiva concentração de recursos e poder no governo federal, e a crescente incapacidade de municípios brasileiros na prestação de serviços básicos à população.
 
Aécio Neves e líderes tucanos lançaram a Declaração Poços de Caldas + 30 e lembraram o encontro ocorrido trinta anos atrás, em 19 de novembro, na mesma cidade mineira, quando os governadores de Minas, Tancredo Neves, e de São Paulo, Franco Montoro, se uniram em defesa das eleições diretas.
 
“Trinta anos atrás, aqui mesmo, no Palace Hotel, nesta mesma sala, o então governador Tancredo, ao lado do governador Franco Montoro, governadores dos dois mais populosos estados brasileiros, assinaram um documento convocando a uma grande mobilização em torno da recuperação da democracia, em torno das eleições diretas para presidente da República. Passados 30 anos, nos reunimos hoje em Poços de Caldas para fazermos aqui um outro grande brado, outro chamamento pela recuperação dos municípios e dos estados brasileiros, pelo fortalecimento da Federação”, afirmou Aécio Neves.
 
Moeda Real
Em seu discurso, o presidente do PSDB destacou outro importante momento na história do país ocorrido em Poços de Caldas, com o lançamento oficial da primeira moeda do Real, pelo então presidente FHC.
 
“O que vejo hoje é a junção daquele sentimento de emoção que galvanizou o Brasil e permitiu que as ruas fossem tomadas pela nossa gente, e que nos levou à reconstrução da democracia, com outro grandioso momento. Quando o presidente eleito pelo voto popular, que sucedia outro grande presidente mineiro, nos fazia reencontrar com a estabilidade econômica, com a modernização da nossa economia, com o resgate da credibilidade do Brasil. Um corajoso e extraordinário homem público, ao maior estadista vivo no Brasil, Fernando Henrique Cardoso”, afirmou Aécio Neves.
 
Fim do ciclo de poder
O encontro foi aberto com a execução do Hino Nacional para cantora Fafá de Belém, considerada musa da campanha pelas Diretas Já. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou, em discurso, que a situação da Federação hoje revela o fracasso do atual modelo de poder. Ele pediu que o senador Aécio seja o porta-voz do partido para denunciar os desmandos do governo do PT e propor uma nova agenda para o país.
 
“Estamos denunciando que está falido esse ciclo de poder. As estruturas políticas perderam credibilidade, pois aqueles que exercem hoje o papel maior da República não souberam honrar a confiança que o povo depositou neles. Temos que dar um basta nisso. E nossa palavra tem que ser serena, mas firme. E gostei de ouvir o Aécio aqui, sereno, mas firme. Chegou o momento, Aécio, de assumir a responsabilidade. A história, na sua impetuosidade, seleciona. Não sei se é justa ou injusta, mas é o momento. E o é seu, assuma o momento. Fale por nós com força, com firmeza, com franqueza, sem medo”, afirmou Fernando Henrique.
 
Esperança
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, reiterou o pedido do ex-presidente Fernando Henrique para que o senador Aécio Neves percorra o país e converse com a população sobre os problemas vividos. Para ele, o ato político em defesa da Federação é movido pela esperança.
 
“É a esperança que nos traz hoje aqui, a Minas, para dizer ao senador Aécio que percorra o Brasil, ouça o povo brasileiro fale com o povo brasileiro, leve a esperança que a população brasileira precisa. Com sua juventude, com sua experiência e sua competência para servir ao povo brasileiro”, discursou Alckmin.
 
Ato político
Mais de mil pessoas participaram do ato político em defesa da Federação. Além dos discursos do senador Aécio Neves, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, de governadores e parlamentares, os presentes acompanharam trechos em vídeo de discursos dos ex-governadores Tancredo Neves e Franco Montoro em defesa da autonomia e da descentralização de recursos em favor de Estados e municípios.
Os oito governadores do PSDB compareceram ao encontro: Geraldo Alckmin (SP), Antonio Anastasia (MG), Beto Richa (PR), Marconi Perillo (GO), Simão Jatene (PA), José de Anchieta Jr. (RR), Siqueira Campos (TO) e Teotônio Vilela (AL).
 
Marcus Pestana destaca encontro
No Plenário da Câmara, nesta terça-feira, 19 de novembro, o deputado federal Marcus Pestana destacou o ato em defesa da federação, realizado em Poços de Caldas. Segundo Pestana, "Não é possível ter um Brasil forte com municípios e estados fragilizados. É necessária uma reforma profunda, fiscal, tributário. Um rearranjo da nossa federação que hoje é uma verdadeira ficção,” disse.
 
Assista ao pronunciamento:
 
 
Fonte: Portal do PSDB / Imagens: TV Câmara

+ Veja mais